Domingo, 30 de Outubro de 2005

Golo de Nuno não chegou para a vitória, Naval 1 - Benfica 1

SUBLINHA AS DIFICULDADES ENCONTRADAS NA FIGUEIRA</aux>
Nuno Gomes: «Condições do relvado não permitiram mais»



Nuno Gomes apontou o seu nono golo no campeonato mas o feito revelou-se insuficiente para garantir a sexta vitória consecutiva dos encarnados na prova. No final do encontro, o internacional português destacou o esforço desenvolvido por toda a equipa e lamentou o estado do terreno.

“O nosso objectivo era vencer o encontro e fizemos todos os possíveis para alcançar esse objectivo. Infelizmente, as condições do relvado não permitiram mais apesar de termos reagido muito bem ao golo sofrido”, declarou o avançado à TVI no final da partida.

Apesar de ter reforçado a liderança na Bota de Ouro, o avançado não deixou de lamentar os dois pontos perdidos: “A temporada está correr-me bem. Estou contente com os 9 golos e ainda espero marcar mais. Infelizmente falhámos algumas oportunidades ao contrário da Naval que foi uma vez à nossa baliza e fez o golo. De qualquer maneira reagimos e ainda tivemos várias ocasiões para voltar a marcar.”

Nélson resignado

O lateral-direito Nélson voltou a destacar-se com mais uma assistência para Nuno Gomes. Alguns instantes após o apito final da partida, o defesa destacou o trabalho desenvolvido pelo adversário: “Foi um jogo muito difícil para nós pois a Naval esteve muito bem ao longo da partida. Temos de contentarmo-nos com o empate. Penso que estivemos bem mas falhámos várias oportunidades.”



Quim ainda em dificuldades; Simão está OK

</td></tr>

Persistem as dúvidas quanto à utilização do guarda-redes internacional Quim no jogo desta quarta-feira, na Luz, com o Villarreal para a quarta jornada da Liga dos Campeões em futebol.








Quim e Simão
ASF 

Na sessão de treino desta manhã, os «encarnados» estiveram à chuva no relvado da Luz, preparando-se para o embate com os espanhóis, um jogo que poderá ser decisivo para ambas as formações.

Depois de sujeito há uma semana a uma intervenção cirúrgica a uma hérnia inguinal, Quim subiu esta manhã ao relvado, tal como sucedeu com Simão, dois jogadores que estiveram ausentes do encontro de ontem à noite na Figueira da Foz.

O «capitão», que foi poupado por Koeman na partida com a Naval, fez corridas e alongamentos e recolheu mais cedo ao balneário aparentemente sem problemas físicos enquanto Quim se manteve ao lado de Rodolfo Moura chegando a fazer alguns exercícios com bola. Foi notório porém, o pouco àvontade evidenciado pelo guardião especialmente ao efectuar meia dúzia de remates.

Como o Benfica vai efectuar mais duas sessões de treino antes de receber o Villarreal, é ainda possível que Quim acabe por surgir em pleno, mas de momento as dúvidas continuam sobre quem vai defender a baliza dos «encarnados» frente aos espanhóis.


fontes: Record & A Bola


Saudações Benfiquistas

</tbody></table>


publicado por word-up às 17:24
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 28 de Outubro de 2005

Nuno & Quim

 


NUNO GOMES ENCONTRA AMANHÃ ÚNICA VÍTIMA A QUEM AINDA NÃO MARCOU</aux>
Só falta um



O jogo de amanhã com a Naval tem um atractivo-extra para Nuno Gomes. A equipa orientada por Manuel Cajuda é a única da Liga a quem o avançado encarnado ainda não facturou. A razão também é simples: a Naval estreia-se esta época no escalão maior do futebol português e por isso o camisola 21 benfiquista nunca teve oportunidade de deixar a sua marca frente à formação figueirense.

A atravessar um grande momento de forma, Nuno Gomes “matou” recentemente um dos “borregos”, ao marcar ao FC Porto, equipa a quem nunca tinha conseguido festejar 1 golo.

O internacional português fez mais uma vítima e logo com 2 golos no Dragão que significaram igualmente a quebra de um longo jejum de 14 anos do clube da Luz sem vencer no terreno do rival portista. Curioso registar que, das 18 equipas da Liga, nem o Benfica se pode gabar de não ter sofrido na pele os dotes de artilheiro do avançado, que na final da Taça de Portugal em 1996/97 ajudou, com 1 golo, o Boavista a vencer o troféu frente aos encarnados.

Na lista de vítimas de Nuno Gomes, a União de Leiria continua “destacada” com 10 golos sofridos. Rio Ave e Sporting de Braga, dois dos próximos adversários dos encarnados na Liga, também figuram nos primeiros lugares da “lista negra”.

Saliente-se também que nenhuma das actuais equipas da Liga sofreu apenas 1 golo do avançado benfiquista. Estará na calha um “bis” amanhã à noite na Figueira da Foz? Nuno Gomes tem a palavra.


Quim já trabalha no relvado

</td></tr>

Operado na passada segunda-feira a hérnia inguinal, o guarda-redes Quim já faz corrida no relvado sob a supervisão de Rodolfo Moura, isto enquanto o restante plantel cumpriu mais uma sessão de trabalho no complexo do Estádio Nacional.


</tbody></table>Quim foi ausência notada na sessão ministrada por Ronald Koeman, mas fonte oficiosa referiu que o guarda-redes já fez corrida no Estádio da Luz, por onde permaneceram também Simão e Karagounis, a realizar tratamento aos respectivos «toques» contraídos na partida de ontem ante o Leixões. Miccoli e Moreira, esses, continuam a recuperar das respectivas lesões.

De resto, o treino, essencialmente de recuperação para os titulares da partida de ontem (excepção a Rui Nereu e Carlitos), também não contou com Geovanni e Bruno Aguiar. O primeiro só esta sexta-feira regressa do Brasil, enquanto o segundo foi submetido a pequena cirurgia para extrair uma unha do pé.


publicado por word-up às 11:39
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Outubro de 2005

Novo guarda redes? Para quê?

Não vamos contratar mais um guarda-redes» (José Veiga)
O director da SAD do Benfica, José Veiga, revelou hoje que o Benfica não vai contratar mais um guarda-redes para colmatar as lesões de Moreira e Quim.
 
«Já tomámos a decisão: não vamos contratar mais um guarda-redes. Seria importante, agora, que deixássemos de falar de guarda-redes, porque não iremos contratar ninguém. Acreditamos no que temos: o Rui Nereu, o Quim (vamos tentar recuperá-lo o mais rapidamente possível) e ainda temos o Bruno Costa», afirmou José Veiga no final do jogo com o Leixões, no Estádio do Bessa (1-2), que ditou a passagem dos «encarnados» à próxima eliminatória da Taça de Portugal.


---//---


Jogo fraco mas com grandes golos do nosso Simãozinho :-)


Koeman, pensa bem antes de fazer alterações bruscas na equipa.


As equipas que pensamos k são as mais fracas são as que nos dão grandes bailes!


Saudações Benfiquistas


(comentem no post anterior)


publicado por word-up às 13:51
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Outubro de 2005

LEIXÕES - BENFICA HOJE ÁS 19.45 NA RTP1

CONVOCADOS PARA HOJE


Guarda-redes: Rui Nereu e Bruno Costa;


Defesas: Nelson, João Pereira, Anderson, Luisão, Ricardo Rocha Leo e Dos Santos.


Médios: Manuel Fernandes, Beto, Karyaka, Karagounis, Carlitos, Simão e Hélio Roque.


Avançados: Mantorras e Nuno Gomes



É pra ganhar!


Benfica Sempre Contigo!


publicado por word-up às 13:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 25 de Outubro de 2005

Rijo como o AÇO!!



Tempo de voltar a sorrir

</tr>

Às cinco e meia da manhã já Quim estava no bloco operatório. Pouco depois das 23 horas estava a chegar a casa. Pelo meio uma operação, uma viagem de avião e tempo para receber os jornalistas no quarto com um sorriso de esperança. «Deviam ver a cara de Quim. Ficou tão feliz por ter desaparecido a dor...», comentava a médica que o operou. Hoje e amanhã descansa, quinta-feira começa um árduo trabalho.


Guarda-redes no regresso a Lisboa e aliviado com o desaparecimento da dorÀs 18.30 de domingo chegavam Quim, Rodolfo Moura e Lourenço Pereira Coelho ao Arabella Sheraton hotel, em Munique. No primeiro andar fica a clínica, aberta especialmente para ele. Feitos os exames preliminares e trocadas impressões decide-se pela operação. Com uma agenda preenchida, a médica Ulrike Muschaweck madrugou e colocou Quim no primeiro lugar. Às 5.30 da manhã, uma hora a menos em Lisboa, já Quim estava no bloco operatório para os preparativos para uma cirurgia que se iniciou às 7.15 horas, com Rodolfo Moura a assistir. Bastaram 35 minutos para a médica remover o problema. O jogador ficou no recobro e subiu ao quarto 15 do 19.º andar.
Perto das 12.30 surpreendia os repórteres fotográficos com um sorriso. Já tinha pedido algo para comer e via televisão. Estava com boa cor e a médica alemã cumpria de novo o que prometera: cirurgia sem complicações e sequelas. ...E o desaparecimento da dor.
«Deviam ter visto a cara dele. Estava feliz por ter desaparecido a dor», comentava a médica alemã. «Que alívio, agora vai recomeçar.»


«Como aço» 


Quim fez jus à sua personalidade e esteve sempre sereno, sem se queixar. Recebeu alta e foi até ao restaurante do hotel com os companheiros de jornada. Andava tranquilamente, como uma pessoa normal. Tempo de apanhar um táxi. Um momento de pausa no aeroporto para beber uma coca-cola e comer gomas. Tranquilo, como se nada se passasse com ele. No avião, necessidade de caminhar um pouco. E adormeceu, exausto. Tinha à espera um batalhão de jornalistas, evitou falar lembrando a política de comunicação do Benfica. E foi para casa, depois de ter dado todas as informações pelo telemóvel. Vai descansar dois dias. Quinta-feira começa de novo. «Estou como o aço», comentava informalmente a quem lhe perguntava como se sentia. Como aço.




Quim pode defrontar Villarreal

</td></tr>


Foi o sucesso esperado a operação de Quim na Alemanha, dirigida por Ulrike Mushaweck, debelando a hérnia inguinal. A médica está optimista e prevê um tempo de recuperação de oito a dez dias, a tempo de poder defrontar o Villarreal, a 2 de Novembro, para a Liga dos Campeões. Rodolfo Moura, que acompahou o jogador, é mais cauteloso, embora optimista: cada caso é um caso; a integridade de Quim é prioritária; a força que ele tem é decisiva.


Rodolfo Moura acompanhou a intervenção cirúrgica«O tempo de recuperação desta intervenção cirúrgica, até o jogador poder treinar-se sem limitações, varia entre os oito e os dez dias. Como o jogo com o Villarreal é no dia 2 de Novembro, Quim tem tempo para recuperar. Espero que jogue. Poderá jogar», reforçou a médica Ulrike Muschaweck, respondendo assim à pergunta que, seguramente, a maioria dos benfiquistas quer ver respondida em primeiro lugar. A médica alemã revelou depois qual o programa de recuperação física (ver tabela), mas o Benfica introduziu mais um dia de descanso, pelo que só na quinta-feira Quim regressará ao trabalho, naturalmente acompanhado por supervisão clínica. «As pessoas ficam admiradas com a rapidez com que os atletas recuperam para a competição, mas tudo se deve a uma técnica que desenvolvemos nesta clínica.» E em que consiste essa técnica? Basicamente, o canal inguinal só é aberto ao longo da zona afectada sem que se toque, com riscos de estragos, nas estruturas intactas, que ficam assim prontas a responder como habitual ao esforço. Mais de 12 mil operações do género nos últimos anos e uma taxa de sucesso de 99,8 por cento atestam o sucesso desta técnica.


Integridade física em primeiro


Quim teve de cumprir as normas de não falar à imprensa, pelo que foi Rodolfo Moura quem, à chegada a Lisboa, reforçou que «a recuperação correu muito bem». Depois, o clínico historiou o processo, que começou com os primeiros sintomas a aparecerem na Selecção, e da primeira aposta num tratamento conservador. Sobre o assunto diria a médica alemã: «Perda de tempo, porque quando regressam as dores vêm com mais força». Após o jogo com o Villarreal, em que Quim foi substituído, o Benfica divulgou que tal se devia a uma mialgia, mas apenas «para salvaguardar o sigilo profissional», já que «o jogador estava a par de tudo e das suspeitas de hérnia inguinal. Com claras melhoras e duas recaídas, foi após o jogo com o Estrela que se avançou então com a decisão de operação.» E agora? Oito a dez dias de recuperação? «Cada caso é um caso. Há doentes e não doenças, pelo que a mesma patologia pode gerar reacções diferentes». Com algumas recuperações surpreendentes no currículo, nem assim Rodolfo Moura, apesar de tudo esperançado, muda o discurso: «Nunca nos comprometemos com prazos. E nunca submeteremos a integridade do atleta a outros interesses. Regressará quando estiver em condições, sem correr riscos. Esta recuperação exige grande sacrifício e dedicação, qualidades que o Quim já mostrou possuir », concluiu.


---//---





Koeman muda quase tudo




RONALD KOEMAN está atento ao desgaste provocado pela sucessão de jogos e, assim sendo, tenciona apresentar uma equipa totalmente renovada frente ao Leixões. Tudo se perfila para que Simão, Manuel Fernandes e Anderson sejam os únicos da equipa que defrontou o Estrela da Amadora a alinhar de início


É, literalmente, uma equipa de cara lavada aquela que deverá iniciar o jogo com o Leixões, amanhã, no Bessa, em jogo a contar para a 4.ª eliminatória da Taça de Portugal, a primeira em que participam equipas da Liga principal.
Ontem, no Jamor, o último treino realizado à porta aberta antes do embate com o Leixões, permitiu a Ronald Koeman ensaiar uma equipa totalmente renovada, na qual Manuel Fernandes, Anderson e Simão foram os únicos dos habituais titulares a figurar na equipa teoricamente titular e, caso o técnico holandês leve avante as suas ideias, Rui Nereu irá estrear-se a titular, após substituir Quim em duas ocasiões consecutivas, ante Villarreal e Estrela da Amadora, tendo à sua frente um quarteto defensivo constituído por João Pereira, Anderson, Ricardo Rocha e Leo. Os dois últimos não foram opções para Ronald Koeman nos últimos compromissos.
No sector intermediário, Manuel Fernandes deverá jogar ladeado por Beto, à direita, e Karagounis, à esquerda e, mais abertos nas alas, Carlitos e Simão, sobrando Mantorras como o elemento mais adiantado da equipa. Será a primeira vez, na presente época, que o internacional angolano começa um jogo oficial e também, uma boa oportunidade para rever a sua popularidade, já que não é utilizado desde o jogo com o Lille, altura em que foi determinante no lance da vitória, ao efectuar o passe para Miccoli. O treino de hoje deverá confirmar a utilização deste onze, mas a a sessão decorrerá à porta fechada.
Carlitos é outro caso especial. À semelhança do que acontecia com Trap, também Koeman vê qualidades no extremo e continua a acalentar esperanças de vêlo explodir a qualquer momento.


---//---


O nosso Quim já está em recuperação :-DDD


Força Quim! Esperamos por ti para defenderes as redes do Glorioso!


Saudações Benfiquistas

</tbody></table>

</td></tbody></table>

</td></tr></tbody></table></p>

publicado por word-up às 12:07
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 23 de Outubro de 2005

BENFICA 2 - ESTRELA 0

EU ESTIVE LÁ! :-D



Benfica vence com entrada de rompante na segunda parte</tr>


O Benfica derrotou o Est. da Amadora por 2-0, num jogo onde os «encarnados» sentiram grandes dificuldades durante a primeira parte. Na etapa complementar, e mercê de uma entrada de rompante, com dois golos nos 15 minutos iniciais (Karyaka e Nuno Gomes), a equipa produziu para somar os três pontos.


Golos


50m
1-0 por Karyaka. Centro de Nélson, da direita, com o pé esquerdo. O médio russo surgiu a cabecear entre os centrais amadorenses e a colocar a bola no canto mais distante, sem hipóteses para Bruno Vale, batido pela precisão do remate

63m
2-0 por Nuno Gomes. Novo centro de Nélson, desta vez mais tenso e com o pé direito. O cruzamento sofre ligeiro desvio de Amoreirinha e, ao segundo poste, surge Nuno Gomes, todo no ar e enquadrado com a baliza, a cabecear em bom estilo e a marcar


Melhor em Campo


NÉLSON (8)
O menino das tranças negras transformou-se num caso muito sério. Quando a bola lhe chega aos pés o povo acomoda-se, espera algo de mágico, de inesperado. Ontem, a espera durou 50 minutos: o lateral-direito fez uma simulação, depois outra e colocou a bola na cabeça de Karyaka para o primeiro tento. E tinha mais uma oferta para entregar, fazendo um cruzamento fantástico para o golo inevitável de Nuno Gomes.


Koeman preocupado
A conferência de imprensa de Ronald Koeman no final do jogo foi dominada pela recaída da lesão de Quim [ver página 9] e pela situação de ter perdido os dois principais guarda-redes. O treinador encarnado mostra-se algo preocupado e só a exibição de Rui Nereu, em Villarreal e ontem, na Luz, o deixou algo tranquilo.
—
A lesão de Quim foi uma contrariedade...
— É verdade. Para o jogo com o Leixões é muito apertado para jogar. Não posso dizer mais. Temos de falar com os médicos.
— Quim poderá ser operado?
— Não sei. Vamos falar com os médicos.
— Não foi um risco ter apostado em Quim?
— Há sempre um certo risco, até porque só tinha feito um treino connosco. E sabíamos que o único problema é quando tinha de chutar com a perna direita. Havia um certo risco, mas por vezes é necessário assumi-lo.
— Mas não foi um risco elevado, podendo agravar-se a lesão?
— O risco existe sempre. O tempo entre os jogos foi curto. Tentámos que estivesse bem, mas o Quim teve de sair. Mas para mim não foi um risco absurdo. Não estamos aqui para arriscar a integridade dos jogadores. Mas na vida temos, por vezes, de aceitar correr pequenos riscos...
— Neste momento não pode contar nem com Moreira nem com Quim. Está preocupado?
—
Por um lado, estou preocupado porque temos dois jogadores lesionados; mas, por outro lado, o Rui Nereu entrou bem e deixou-me tranquilo. Mas quase falta chamar um dos juniores... Trocar um guarda-redes num jogo é uma coisa, mas isto já nos aconteceu segunda vez. E só nesse sentido estou preocupado.
— Rui Nereu jogará na Taça, com o Leixões. Vai ter algum trabalho especial com ele?
— Não é necessário algo especial. O Rui tem trabalhado connosco. Já fez a pré-temporada. Temos trabalhado com vários guarda-redes para saber quem se segue a Moreira e Quim. Rui Nereu demonstrou que é o melhor dos jovens. Tudo isto é muito normal.


---//---


Deixo aqui algumas fotos que tirei ontem no estádio, só ponho 4 se não nunca mais tinham fim ;-)

</tbody></table>



O Grande QUIM a aquecer



NUNO GOMES  algures a ser " engolido" pelos No Name depois do 2º golo



RICARDO ROCHA at his best.



NUNO GOMES  alezz!


SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS


AS MELHORAS QUIM!


publicado por word-up às 15:17
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Outubro de 2005

Novela Petit

FC Porto tentou tudo para que não jogasse no Dragão
«Espero não apanhar qualquer jogo de castigo! », assim o disse Petit, aos jornalistas, ontem, no final da audiência que manteve com o instrutor do processo sumaríssimo de que o jogador benfiquista foi alvo na sequência do lance com Targino, na partida com o V. Guimarães. Petit alegou não ter a intenção de magoar, afirma-se de «consciência tranquila» e lembra, a propósito, «o que aconteceu no último fim-de-semana entre o Bruno Alves e o Nuno Gomes...»   



«Acho que não vou ser castigado», fartou-se de dizer o médio encarnado à saída da Liga, no Porto, ontem, após ter prestado declarações na Comissão Disciplinar, perante o instrutor do processo, dr. Correia de Castro. Petit deslocou-se ao início da tarde à sede do órgão que gere o futebol profissional depois de várias testemunhas citadas pelo Benfica o terem feito, com destaque para Jaime Pacheco e Tiago Targino. Ao fim de cerca de meia hora de interrogatório, o jogador aceitou falar aos repórteres e não escondeu a sua satisfação pelo facto de "ter corrido tudo bem". "Estou de consciência tranquila", insistiu, para logo dar conta da sua expectativa: «Espero não ser castigado.» E, na ocasião, lembrou o ocorrido no FC Porto-Benfica entre Bruno Alves e Nuno Gomes: «Todos viram o que se passou. Se depois disso alguém apanhou dois jogos de castigo, seria estranho se eu levasse algum...»


«Não sou maldoso»


Aliás, Petit quis ir mais longe nos seus comentários: «Tentaram tudo para que eu não jogasse com o FC Porto no Dragão! Felizmente, joguei e ganhámos, o que me encheu de satisfação. » Quem terá então tentado afastá-lo do clássico?, pergunta-se. A resposta sai célere: «Toda a gente sabe que foi o FC Porto que enviou um faxe para a Liga a apresentar queixa...» Saboreada a vitória no Dragão, que «encheu» o jogador de motivação, Petit aproveitou a oportunidade para tentar, de certa forma, limpar a sua imagem, já que se considera vítima de alguma injustiça. «Nunca fui expulso por agredir um colega de profissão ou por magoar alguém. As vezes que fui expulso foi sempre por protestos junto dos árbitros. Nunca lesionei um adversário e, pelo contrário, já fui muitas vezes magoado e nunca me queixei!» Questionado sobre essa tal imagem de jogador violento que transparece para o exterior, é o próprio quem remata o desmentido: «Toda a gente sabe como jogo. O mister Jaime Pacheco, que me treinou durante dois anos, também já disse que sou duro mas leal e que nunca procuro magoar. Essa fama de sarrafeiro não é justa. Sou um jogador que dou tudo em prol da minha equipa, vou sempre até aos limites, mas sem intenção de lesionar os adversários. Não sou maldoso!»


Simão e Manuel Fernandes não foram ouvidos


O Benfica prescindiu de Simão e Manuel Fernandes enquanto testemunhas do processo sumaríssimo movido a Petit. O capitão e o jovem médio benfiquistas constavam dos autos e deveriam ter sido ouvidos ontem na Liga, mas o clube da Luz entendeu que a defesa ficaria bem entregue apenas a Petit e, para não prolongar o processo no tempo, retirou as demais testemunhas de cena. A convicção da inocência de Petit e a crença de que, a serem mantidos os dois jogos de suspensão propostos pela CD da Liga, o prejuízo será sempre menor do que uma eventual falha no encontro com o FC Porto — que não chegou a verificar-se —, podem ter determinado a alteração da estratégia.


publicado por word-up às 10:16
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Outubro de 2005

Depois do Jogo

Fica um sabor amargo
Nuno Gomes considerou positivo o empate no El Madrigal, mas não estava totalmente satisfeito no final da partida. «Ao olhar para o que aconteceu nos 90 minutos, penso que poderíamos ter feito algo mais, ainda que não deixe de ser um bom resultado», começou por dizer.
De seguida, entre elogios à exibição encarnada, o camisola 21 criticou o trabalho do árbitro Florian Meyer. «Jogámos bem e sofremos um golo num lance que não considero ter sido penalty. No golo anulado ao Simão também não fiz falta nenhuma sobre o guarda-redes. Passei à frente dele e nem lhe toquei. O árbitro deixou muito a desejar. Seja como for, reagimos bem e criámos oportunidades para marcar. Por isso fica um certo sabor amargo por não termos vencido», expressou. Miccoli, lesionado, não pôde auxiliar Nuno Gomes na frente de ataque, mas o internacional português desvalorizou a ausência do colega e amigo italiano. «É um grande jogador e faz sempre falta, mas temos jogadores que fazem bem o papel dele», sublinhou. Ganhar na Luz será grande passo Com a qualificação em aberto, Nuno Gomes projecta já a recepção ao Villarreal, a 2 de Novembro. «Os dois jogos que temos em casa são para vencer. E se ganharmos o próximo, com o Villarreal, será um grande passo para nos apurarmos para os oitavos-de-final. Espero que os adeptos compareçam para nos ajudarem a intimidar o adversário », apelou, agradecendo o apoio de ontem à equipa. Uma palavra ainda para Rui Nereu: «Fiquei triste pelo Quim, mas muito feliz por ele. É um jovem com muito valor. O Benfica tem três grandes guarda-redes.»
 


Imagina que é um jogo de juniores
Quim assustou todos os benfiquistas, ao lesionar-se ainda na fase inicial do encontro, acabando por ser substituído aos 29minutos. Mais tarde, ser-lhe-ia diagnosticado uma mialgia de esforço no adutor da coxa direita. 
Enfim, um momento de infelicidade que o guarda-redes encarnado explicou da seguinte maneira: «Chutei a bola e senti de imediato uma dor forte. Não sei ainda qual a gravidade da lesão, só amanhã (hoje) serei reavaliado», contou o guarda-redes. Quim acrescentou ainda que tudo fez para continuar em campo, mas as dores foram mais fortes: «Tentei forçar ao máximo, mas houve um momento em que José Mari rematou, atirei-me e vi que não dava mais.» Momento que suscitou a curiosidade dos espectadores foi o da substituição, com Quim a dedicar palavras de incentivo a Rui Nereu, que fez uma estreia inesperada na Liga dos Campeões com apenas 19 anos. «Tenho de dar os parabéns ao Nereu, esteve muito bem. Disse-lhe que encarasse o desafio como se fosse um jogo de juniores e ele esteve de facto muito concentrado. Não acusou a responsabilidade», elogiou o guarda-redes que vinha de uma excelente exibição, ao serviço da selecção, frente ao Liechtenstein e, a nível de clubes, ante o FC Porto, na histórica vitória alcançada no Dragão. Agradado com a actuação do jovem colega de equipa, Quim enfatizou ainda: «Certamente, não foi por causa do Rui que empatámos o jogo.»


Lesão chegou em má altura


Embora resignado, Quim não deixou de lamentar o timing em que se deu esta lesão. «A lesão veio em má altura, depois de eu ter jogado pela Selecção e contra o FC Porto», lamentou-se Quim que só voltou a jogar na sequência da lesão que mantém Moreira afastado dos relvados desde o jogo com o Guimarães. Um assunto melindroso para o habitual suplente de Ricardo na Selecção. «Não quero falar muito disso, são decisões que pertencem ao treinador. Fui titular na época passada, mas ninguém me garantiu que continuasse a sê-lo esta época. O mister assim decidiu e o que tenho a fazer é tentar agarrar uma oportunidade. Acho que foi isso que aconteceu no Porto», considerou. Refira-se que o jogador ficará a saber hoje, em Lisboa, o tempo de paragem. 
                                                         ----//----


«Será bom que os adeptos agradeçam à equipa no próximo sábado», diz LF Vieira
O presidente do Benfica falou aos jornalistas após o encontro desta noite ante o Villarreal (1-1). Luís Filipe Vieira mostrou-se satisfeito por a equipa estar a fazer tudo para alcançar os objectivos propostos e aproveitou para lançar um desafio aos adeptos...
 
«Temos vindo a dizer que estamos preparados para dar espectáculo, sempre com a ambição de ganhar e será bom que os adeptos estejam sábado no Estádio da Luz para agradecer a este grupo de trabalho tudo o que tem feito para cumprir os objectivos a que nos propusemos», disse Luís Filipe Vieira.


«Ainda não ganhámos nada, mas entramos jogo a jogo sempre assumindo que queremos vencer», finalizou.


fonte : A Bola


----//----


Aquele penalty...hmmmm não me cheira.


Saudações Benfiquistas


publicado por word-up às 11:02
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 18 de Outubro de 2005

Villareal - Benfica


 

Benfica no El Madrigal com único objectivo: pontuar
O Benfica cumpre, esta noite, pelas 19.45 horas portuguesas, o terceiro compromisso na fase de grupos da «milionária» Liga dos Campeões. Depois de vencer o Lille e perder ante o Manchester United, Ronald Koeman já definiu o objectivo para a partida no El Madrigal.
 
Pontuar. É, então, a prioridade do Benfica para a partida desta noite, até porque o Villarreal, ainda à procura do primeiro golo na prova, depois de ter somado dois empates, está praticamente obrigado a vencer para manter as esperanças de seguir para a próxima fase da competição.

A ausência de Miccoli poderá ser considerado um revés para os «encarnados», mas é certo que os índices de confiança estão em alta, depois da vitória alcançada no passado sábado em pleno Estádio do Dragão, ante o grande «rival» FC Porto. Mas o «Submarino Amarelo, assim é conhecido o adversário do Benfica, também não poderá contar com o influente médio Senna.

Com arbitragem do alemão Florian Meyer, as equipas devem alinhar:

 

VILLARREAL – Viera; Javi Venta, Arzo, Gonzalo e Arruabarrena; Josico, Tacchinardi, Riquelme e Sorín; Forlán e José Mari.

 

BENFICA – Quim; Nélson, Luisão, Anderson e Léo; Karagounis, Petit e Manuel Fernandes; Geovanni, Nuno Gomes e Simão.

BENFICA SEMPRE CONTIGO!!




publicado por word-up às 12:46
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Sábado, 15 de Outubro de 2005

PORTO 0 - BENFICA 2


 



 

Porto 0 - Benfica 2


56 m
0-1 por Nuno Gomes. Que belo golo! Geovanni abriu na direita para Nélson, este correu, cruzou tenso, excelentemente, a bola passou por cima de Ricardo Costa, Bosingwa não impediu que Nuno cabeceasse impecavelmente, com força e colocação, e Vítor Baía nada poderia fazer


63 m
0-2 por Nuno Gomes. Jogada de envolvimento, com várias trocas de passes, Geovanni, no flanco direito, fugiu a César Peixoto, foi à linha de cabeceira cruzar para a frente da baliza, Ricardo Costa atrapalhou-se e falhou o corte, Nuno Gomes não falhou o desvio para o fundo das redes



Este é o NUNO que eu quero!
NUNO GOMES era um homem radiante no final da partida, mas não esqueceu José Torres, dedicando-lhe os seus golos. O avançado considerou justa a vitória do Benfica, principalmente pelo que a equipa produziu na segunda parte. Pessoalmente, e depois de ter confessado que estava nas Antas quando César Brito bisou e ofereceu o campeonato aos encarnados, somando a até ontem derradeira vitória dos lisboetas em terreno do dragão, assumiu o excelente momento que atravessa e para o qual, salienta, vem trabalhando muito. Quanto a Miccoli, é perda importante, assegura, mas nem isso belisca o objectivo para o jogo com o Villarreal. É preciso pontuar! 

Herói do Estádio do Dragão agradece ao público—  Lembrou-se do jogo em que César Brito apontou os dois golos?
— Sim, estava no estádio a ver o jogo...

— Esta foi uma vitória muito importante para o Benfica...

— Estou contente porque conseguimos os três pontos e cumprimos o nosso objectivo. Sabíamos que ia ser um jogo difícil, um clássico é sempre um clássico e qualquer equipa podia ganhar. O Benfica da segunda parte mostrou ser um justo vencedor, entrou convicto de que podia ganhar o jogo. Controlámos bem o ataque do FC Porto e saímos bem para o contra-ataque. Na segunda parte tivemos o domínio do jogo e marcámos dois golos. Estamos todos de parabéns, pois quebrámos um jejum que vem de muitos anos. Há muito tempo que o Benfica não ganhava aqui. Dedico esta vitória a todos os benfiquistas. Obrigado pelo apoio que nos deram no Dragão. E dedico os meus golos a José Torres, que está a passar por um momento difícil.

— Este é, finalmente, o Nuno Gomes goleador, à imagem daquele que, nos primeiros anos de Benfica, apontou muitos, muitos golos?

— Sim, é o Nuno Gomes que eu próprio quero e é para este resultado que tenho trabalhado. As coisas estão a correr bem, mas tenho, também, trabalhado para isso e a equipa tem ajudado. Estou contente não só pelo meu contributo, mas também pelo dos colegas, que têm ajudado o Benfica a conseguir os seus objectivos, depois de um mau início de campeonato. Pouco a pouco temos melhorado muito.


Miccoli é perda importante


— Aproxima-se um jogo muito importante em Villarreal para a Liga dos Campeões e Miccoli não deve jogar.
— É uma perda importante. Em princípio não vai poder jogar, mas temos outros jogadores que podem substituí-lo. Temos tempo para pensar no jogo, embora seja já na terça-feira. Sabemos que vai ser um jogo difícil e é importante conseguir um bom resultado para podermos aspirar à qualificação. Vamos tentar trazer um ponto, quem sabe a vitória. 
 


----//----


BRUNO ALVES, NÃO SE FAZ!


BENFICA SEMPRE CONTIGO


publicado por word-up às 23:25
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Players

.Setembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.arquivos

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.Setembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


SAPO Blogs


.subscrever feeds